logo site.jpg

Chá na Aldeia

14.jpg

A aldeia é o lugar das minhas origens. Meus pais, meus avós, meus bisavós nasceram em aldeias portuguesas.

 

Em uma aldeia, o respeito ao tempo é sagrado. Há o tempo de plantar, o tempo de esperar e o tempo de colher. Seus habitantes se veem e entrelaçam suas vidas entre si e no ritmo da natureza. Assim, pode-se olhar atentamente ao que acontece ao redor e é possível estabelecer momentos de interação positiva.

 

Aprendi com meus pais valores simples, que são gigantes em minha vida: o respeito à família; o respeito ao alimento do corpo e ao tempo dos ciclos da natureza e de suas estações para consegui-lo (tempo de prepar a terra... tempo de plantar... tempo de esperar o desenvolvimento, o amadurecimento... tempo de colher... tempo da chuva... tempo do sol... tempo da neve... tempo do vento... tempo de começar... tempo de acabar...); a importância da partilha (partilha de alimento, partilha de saberes, partilha de experiências); a beleza do que as mãos são capazes de fazer (desde os trabalhos manuais como o bordado, o crochê, o tricô, a costura, a feitura das roupas de cama e mesa em linho... até a alquimia da transformação, do que se planta e colhe, em ceias deliciosas); a criatividade em transformar tudo o que é possível, para provocar o sorriso de uma criança ou diminuir a tristeza dos que pouco ou nada tinham; olhar para soluções simples e ao alcance de todos para cuidar de pequenas dores ou desconfortos do aparelho digestivo ou resfriados com chás feitos das ervas que existiam nos campos das aldeias. 

 

E é com esta bagagem cheia de experiências simples e valores humanos que recebo meus clientes. Com respeito ao tempo de cada um, sempre os oriento a respeitar o próprio tempo e o tempo do outro. Durante um processo de solução de um conflito ou de um divórcio ou da finalização de um relacionamento, a tranquilidade em cada passo a ser dado favorece a caminhada durante o processo. Aproveita-se o tempo para, se possível, interagir e ouvir. E se, durante este tempo, o chá for uma companhia, fica ainda mais prazeroso e aconchegante.

 

Faço aqui um convite para que tome um chá enquanto lê e reflete sobre as publicações neste espaço. 

 

Crédito da imagem: Pixabay